Medicina reprodutiva e síndrome de Turner: questões éticas.

Este artigo discute as questões éticas levantadas pelas respostas médicas para síndrome de Turner (ST). Ela explora as questões e desafios enfrentados por mulheres com Turner, e por futuros pais de uma criança com Turner. Centra-se em quatro questões: o uso de GH para aumentar a altura, o uso de terceiros oócitos para que as mulheres com Turner engravidar, a decisão dos pais para remover e criopreservação de tecido ovariano de uma criança com Turner, ea rescisão de fetos diagnosticado com Turner. Muitos dos desafios associados com TS estão direta ou indiretamente relacionadas a atitudes e práticas sociais, a partir de provocação duro na escola para assunção dos profissionais de saúde que uma mulher vai abortar um feto diagnosticado com Turner. Todas as intervenções destinadas a atenuar as dificuldades enfrentadas por mulheres com TS deve ser empregada com cautela, em parte porque eles levantam preocupações significativas sobre risco e consentimento;, em parte, porque eles oferecem uma resposta médica para problemas que são, em certa medida social.

Referencia.
http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/23020911


Sobre o site

Criado com o intuito de trazer ao conhecimento púbico informações sobre a Síndrome de Turner, este site foi desenvolvido pela Clínica Som Diagnósticos em parceia com Eduardo Nassar, ara maiores informações sobre a CSD visite o site localizado no endereço www.somdiagnosticos.com.br